freepornfinder.net 2beeg.mobi pornolaba.mobi kompoz.me rajwap.xyz
doromon sexy video xxx javidol.org very hot full romantic xxx videos indian maid blowjob sexy video anybunny.mobi chudai video sexy picture wwe fucking video com liebelib.net kerala sex hot video s hidan cemara sexodus coming hd redwap.me samantha rone rimjob xxx video fat bbw bagal kondam freeindianporn.mobi xxx videos old barazzas

Forró que ganha força nacional

Gledson Rogério T. de Jesus

Nascido no século XIX, no sertão nordestino, o forró é uma dança popular praticada principalmente nas festas juninas. Atualmente sua popularidade é em todo o país, mas as regiões que mais exploram o ritmo são Nordeste e Norte do Brasil. O forró consagrou vários cantores nordestinos, entre eles Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Trio Nordestino, Genival Lacerda e Marinês. Artistas esses que ficaram conhecidos nacionalmente, por levarem através da música, a cultura nordestina aos quatros cantos do Brasil.

A generalização do forró:  A expressão forró surgiu do termo “forrobó”, que eram bailes populares pernambucanos, conhecidos por animar as pessoas tanto na dança, como na música. Na década de 1950, o forró se tornou fenômeno, com a gravação da música “Forró de Mané Vito”, de autoria de Luiz Gonzaga e Zé Dantas. No início, a música de forró era tocada pelos seguintes instrumentos: triângulo, sanfona e zabumba. Mas na década de 1980, o ritmo foi modernizando e os tocadores passaram a utilizar também a bateria, guitarra e contrabaixo. O gênero do forró desencadeou vários estilos de dança tipicamente nordestinos, como o xote, baião, arrasta-pé e o xaxado. O forró é identificado como ritmo musical e de dança.

A modernização do forró: Pode-se considerar que o forró foi modernizado já nos anos 1970, quando os artistas passaram a utilizar novos instrumentos, principalmente com o uso da bateria. Os artistas que iniciaram a mudança foram o Trio Nordestino e Genival Lacerda. Mas na década de 1980, o forró tradicional mais conhecido como forró pé-de-serra, passou por uma crise, pois o ritmo musical estava saturado, então os artistas tiveram que se reinventar, desta forma as letras musicais deixaram de ter como foco a vida do sertanejo, e passaram a abordar músicas que atraíssem os jovens. A partir de então bandas como Matruz com Leite, Catuaba com Amendoim, Cavalo de Pau, entre outras, passaram a ter destaque no ritmo nordestino.

Tipos de forró: Atualmente são denominados três tipos de forró: o pé-de-serra, universitário e eletrônico.

O que caracteriza o forró pé-de-serra é a inspiração na vida do homem sertanejo. É um ritmo tocado por zabumba, sanfona e triângulo, e a dança tem passos básicos e simples. O forró universitário surgiu entre os anos 1990 e 2000, têm como principal característica a inovação na dança. Os artistas introduziram passos mais completos para os ritmos de baião, xote e xaxado, que são tocados com violão, contrabaixo e percussão. Além disso, houve mudança nas músicas, que passam desde então a falar de paixões e decepções amorosas.

Já o forró eletrônico, surgido no ano de 1990, tem uma linguagem estilizada e um visual criativo. A dança não possui passos pequenos, as músicas são tocadas por instrumentos eletrônicos como guitarra, contrabaixo e, especialmente o órgão eletrônico que substitui a sanfona.